quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Doces Mediterrâneos - Parte II

E aí? Chegou a provar algum dos docinhos árabes que mostramos até agora?? Uhmmm.... Que delícia, só de pensar neles já dá água na boca!



Vamos então conhecer mais algumas dessas delícias que começamos a apresentar no post Doces Mediterrâneos - Parte I.



Mamoul 
É um doce e delicado biscoito de semolina, que pode ser recheado com tâmaras, pistaches, nozes e, mais raramente, amêndoas ou figos. É extremamente popular no Líbano, Síria, Jordânia, Palestina, na região do Golfo Pérsico, Egito, Turquia, Armênia, Irã, Grécia e Paquistão.

(foto: Israeli Kitchen)


A principal característica do mamoul é o formato, assim como na maioria dos doces árabes. Aqui, o formato padrão é circular, mas cada sabor é moldado em uma forma diferente. O de nozes costuma lembrar o domo decorado de uma mesquita, enquanto o de tâmaras lembra uma cúpula menos rebuscada. O de pistache é o que mais se difere, por ser ovalado. 

(foto: iwannacookie)

Muito consumidos durante o mês do Ramadã, esses doces são muito fáceis de serem preparados e é comum que sejam feitos em casa. A massa, feita com farinha de semolina e água de rosas e água de flor de laranjeira, descansa por cerca de 12h antes de ser recheada e moldada, mas leva apenas 8 minutos para assar. 


(foto: Anissas)


Tanto "Mamoul" como "Maamoul" pronuncia-se como [ma'-mul]. Também são aceitas grafias como Mamul, Maamul, ou Ma'moul. 



Mantecal, ou Ghraybeh
O Mantecal ou Ghraybeh (pronuncia-se 'ghray-beh') é um delicado biscoitinho de manteiga decorado com pistache. A textura é parecida com nossos biscoitos de nata de Minas Gerais, que derretem na boca. Ai, que gostoso!!

(foto: taste of beirut)

Geralmente servidos com café preto ou chá, esses biscoitos de origem libanesa.ganharam popularidade em países como Síria, Jordânia, Palestina, Egito, Turquia e Golfo Pérsico.



Raleu, ou Halawi
O halawi (pronuncia-se raleu) é outro dos doces mais tradicionais do Oriente Médio. Feito com mel, açúcar e bastante tahine, que é uma pasta de gergelim, o sabor deste último ingrediente é bem acentuado, assim como a doçura desta preparação. 

(foto: Dri Simizo)

Uma variação desta receita é considerada o doce egípcio mais antigo de que se tem notícia. Durante a era conhecida como "Antigo Egito" (aquela época em que o país ainda era governado por faraós) o raleu era feito com pasta de tâmaras, cardamomo e nozes picadas. Por fim, era enrolado e passado em mel, canela e pó e amêndoas torradas picadas. 



O gergelim sempre teve papel importante na culinária do Egito Antigo, pois era uma maneira de incrementar a alimentação. A origem destas sementes, no entanto, é ainda mais antiga e mitológica. Segundo uma lenda assíria, durante a criação do mundo os deuses se reuniram e beberam vinho feito com as sementes de gergelim. Para os hindus, elas simbolizam a imortalidade.

Gostaram?? Além desses que apresentamos, existem ainda mais de 30 outros tipos de doces deliciosos, muitos até desconhecidos aqui no Brasil. 

Ah, e uma página que vale a pena visitar é a da doceria libanesa Al Bohsali, que existe desde 1870 e fica no Líbano. 

A proposta do nosso blog é difundir e espalhar ainda mais a culinária árabe, explicando assim o conceito da nossa marca. =)

Esperamos que tenham gostado!

Abraços,
Equipe Mister Sheik

Um comentário:

  1. NOSSA KI RIQUEZA DE RECEITAS VCS TEM APOSTILHAS?
    NOSSA ESTOU MARAVILHAD COM TANTAS DELICIAS GOSTARIA DE SEGUIR ESSE BLOG.

    NOSSA !!!!!!!!!!
    BEIJOS

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...